Botelho descarta interferência na disputa pela primeira-secretaria da Assembleia

Botelho descarta interferência na disputa pela primeira-secretaria da Assembleia

Cargo é cobiçado pelos deputados Beto Dois a Um e Janaina Riva [Foto – JL Siqueira]

Conteúdo/ODOC – O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União Brasil), declarou que não irá intervir na composição da nova Mesa Diretora que liderará o Legislativo de Mato Grosso no período de 2025 a 2026.

O parlamentar ocupa seu 3º mandato como presidente da ALMT e, no momento, tem projetos para ser prefeito de Cuiabá nas eleições deste ano.

A eleição da nova Mesa está programada para setembro, e há um consenso em torno da candidatura do deputado Max Russi (PSB) para a presidência, atualmente ocupando o cargo de primeiro-secretário.

No entanto, a posição ocupada por Max tem despertado o interesse de outros parlamentares, incluindo a deputada Janaina Riva (MDB) e o deputado Beto Dois a Um (União), além do veterano e recém-eleito Júlio Campos (União Brasil). “Não pretendo interferir. Cada um deve conduzir sua abordagem com os deputados, e o candidato com maior apoio será o vencedor. É simples assim”, afirmou Botelho.

A primeira-secretaria é responsável pela gestão do duodécimo do legislativo, estimado em R$ 700 milhões para este ano.

Na disputa pela prefeitura, Botelho lidera as pesquisas e tem como seus principais adversários o também deputado Lúdio Cabral pelo (PT)  do presidente Lula e o deputado federal Abílio Brunini, representando o (PL) do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *