Botelho diz que BRT entre VG e Cuiabá terá licitação e que tarifa de R$ 1 precisa ser discutida com o governo

Botelho diz que BRT entre VG e Cuiabá terá licitação e que tarifa de R$ 1 precisa ser discutida com o governo

Presidente da ALMT disse que assunto é sério e precisa ser discutido “sem demagogia” [Foto – Angelo Varela]

Conteúdo/ODOC – Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (União), pré-candidato do partido a prefeito de Cuiabá, questionado sobre a celeuma em torno da operação do BRT em Cuiabá, afirmou que o governador Mauro Mendes (União), já havia optado pela realização de um certame licitatório.

“Isso foi feito de comum acordo, eu conversei com o governador, já estava decidido a licitação para não criar factoides. O governador disse: vamos acabar com isso”, disse Botelho.

“Acho que o governador fez acertadamente e está encerrado esse assunto…daí pra frente é conversa de politicagem. Já estava decidido, o governo já tinha soltado uma nota falando da licitação, mas mesmo assim continuaram insistindo no assunto”, declarou.

Sobre a proposta de tarifa de R$ 1,00, Botelho foi direto: “não é que não é viável, é uma decisão que tem de ser tomada pelo governo, porque alguém vai ter que pagar, não é só fazer demagogia, alguém vai ter que pagar”, disse.

“Essa conta vai ser paga de alguma forma. Se for para fazer demagogia, politicagem, daí é uma discussão que eu não participo”, adiantou o presidente da ALMT. “Se quiser fazer uma discussão séria, chamar o governo, se tem possibilidade de achar meios para subsidiar isso, eu estou pronto, mas para fazer demagogia, para jogar para a plateia, eu não participo disso. Meu trabalho é sério, é verdadeiro, com entregas e resultados e não com mentiras e factoides”, completou.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *