Contra “saidinha”, deputado defende “condições dignas” para presos pagarem suas penas

Contra “saidinha”, deputado defende “condições dignas” para presos pagarem suas penas

Coronel Assis disse que prisões não devem oferecer privilégios, nem se tronar “depósitos de gente”

Conteúdo/ODOC – O deputado federal Coronel Assis (União) defendeu que os reeducandos devem viver em condições dignas nos presídios, ao comentar sobre a proibição das “saidinhas” pelo Congresso Nacional na última terça-feira (28).

Apesar de apoiar condições adequadas nas unidades prisionais, Assis se posicionou contra as “saidinhas”. “Eu sou muito claro em dizer também que não quero que estabelecimento penitenciário e penal tem que ser um depósito de gente, muito pelo contrário, acho que o camarada que está pagando a sua dívida deve pagar com condições dignas, mas sem privilégios, que ele cumpra a sua pena”, afirmou Coronel.

Questionado sobre um projeto para instalar ar-condicionado nas celas de detentos que trabalham, ele explicou que essa é uma proposta de âmbito estadual e, como deputado federal, não poderia opinar sobre o tema.

VOTAÇÃO NO CONGRESSO

Na semana passada, o Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a um dispositivo da proposta sobre a saída temporária de presos, conhecida como “saidinha”, em feriados.

A decisão foi tomada em uma sessão conjunta de senadores e deputados federais. Na Câmara, 314 deputados votaram pela derrubada do veto, enquanto 126 votaram pela sua manutenção. Dois deputados se abstiveram.

No Senado, o veto foi derrubado por 52 votos contra 11, com um senador se abstendo.

Com esse resultado, permanece o entendimento de que apenas os detentos que estejam cursando supletivo profissionalizante, ensino médio ou superior estão autorizados a sair temporariamente.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *