Fluminense terá direito a cerca de R$ 4 milhões em venda de Gerson pelo Flamengo para o Olympique

O Flamengo anunciou na tarde desta quarta-feira a venda de Gerson para o Olympique de Marselha, da França. E o Fluminense faz parte do negócio. Como clube formador do volante, o Tricolor terá direito a uma parte do valor em função do mecanismo de solidariedade da Fifa.

Pelas regras do mecanismo de solidariedade, um clube formador terá o benefício de um percentual do valor de uma negociação internacional entre 0,25% e 5%. O cálculo exato depende do tempo que o jogador passou em cada time entre os 12 e 23 anos de idade.

Gerson chegou ao Fluminense aos 7 anos e foi vendido para a Roma, da Itália, aos 18 anos. Pelo período que defendeu o clube, o Tricolor sempre terá direito a 2,7% do valor de toda negociação internacional envolvendo o jogador até o fim de sua carreira.

O Flamengo vendeu Gerson por € 25 milhões de euros fixos (cerca de R$ 160 milhões), além de aditivos por metas que podem chegar a € 30 milhões de euros. Os 2,7% que o Fluminense tem sobre o valor fixo equivale a € 675 mil euros, que dá aproximadamente R$ 4,1 milhões na cotação atual.

O mecanismo de solidariedade da Fifa tem ajudado financeiramente o Fluminense nos últimos anos. O clube teve direito a R$ 10 milhões da venda de Wendel do Sporting, de Portugal, para o Zenit, da Rússia; mais R$ 10 milhões pela compra de Pedro pelo Flamengo junto à Fiorentina, da Itália; e cerca de R$ 1,3 milhão de quando o Rubro-Negro buscou o próprio Gerson na Roma, da Itália, em 2019.

Matheus