Histórico: Governador autoriza duplicação de 28,1 km da Rodovia dos Imigrantes

Histórico: Governador autoriza duplicação de 28,1 km da Rodovia dos Imigrantes

Além da duplicação, a obra total também terá a recuperação da pista antiga e a construção de viadutos, pistas marginais, retornos e acesso à comunidade de Bonsucesso, além da duplicação da ponte sobre o Rio Cuiabá

Da Redação

O Governo de Mato Grosso e a concessionária Nova Rota do Oeste assinaram, nesta sexta-feira (24.05), ordem de serviço para a duplicação de 16,3 quilômetros da Rodovia dos Imigrantes (BR-070), que contorna Cuiabá e Várzea Grande. O governador Mauro Mendes também autorizou a contratação da empresa que fará a duplicação de um trecho de 11,8 quilômetros da rodovia do lado de Várzea Grande.

O governador destacou que a Rodovia dos Imigrantes, que sobrepõe um trecho da BR-163, é uma importante via não apenas de escoamento, mas de trânsito para os moradores da região metropolitana, e que as obras de duplicação vão garantir mais segurança e desenvolvimento para a população.

“A BR-163 impacta diretamente quase que 90% da população de Mato Grosso. Fazer esse investimento não é só para melhorar o ir e vir dos caminhões. Aqui nesse trecho também passam milhares de ambulâncias e pessoas que no seu ir e vir estão tocando suas vidas. Essa infraestrutura é fundamental para que nós possamos continuar crescendo, mas, muito mais do que crescer, queremos nos desenvolver, e uma rodovia com essa qualidade que estamos construindo é um exemplo claro de desenvolvimento”, afirmou.

O presidente do Conselho de Administração da Nova Rota do Oeste, Cidinho Santos, afirmou que desde que assumiu a rodovia, a concessionária buscava soluções para garantir a segurança e a agilidade para os usuários da via.

“Nós viemos aqui com a ANTT, ficamos pra cima e pra baixo avaliando as possibilidades, porque procurávamos uma solução para que a Imigrantes pudesse ser uma rodovia que desse segurança, trafegabilidade, comodidade e agilidade não só aos moradores de Cuiabá e Várzea Grande, mas também às pessoas, os caminhões e carros que passam diariamente por ela. Por isso, essa rodovia, que estava muito ruim, foi toda restaurada no primeiro ano que assumimos, para dar um fluxo melhor”, observou.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, lembrou que seu pai, o ex-deputado Nico Baracat, morreu em um acidente de trânsito na Rodovia dos Imigrantes e ressaltou a importância da duplicação do trecho.

“Várzea Grande é um dos trechos que mais sofrem com a falta de duplicação. Nós temos aqui 40 mil pessoas que margeiam a Rodovia dos Imigrantes, então, como representante de Várzea Grande, tenho que agradecer ao senhor e aos parceiros que ajudaram que essa obra saísse do papel”, pontuou.

Representante do município, o deputado estadual Fábio Tardin também ressaltou que a duplicação vai ajudar a reduzir o número de acidentes no local.

“Aqui vamos, principalmente, salvar vidas. Com certeza, esse é o maior benefício que podemos ter. A coisa mais importante do mundo é a nossa vida e a vida da nossa população. Então, fico muito feliz de estarmos aqui. Isso vai desafogar o trânsito de uma vez por todas aqui na cidade de Várzea Grande”, disse.

“É um momento memorável para a cidade de Várzea Grande. Isso aqui é reflexo de um governo que funciona, que se preocupa com o pobre e menos favorecido, e eu não canso de falar que Mato Grosso fez e faz sua parte com muita sabedoria e responsabilidade. Já podemos ver a BR-163 com uma realidade totalmente diferenciada, graças ao Governo do Estado. Temos certeza de que isso aqui é só o início. Isso é resultado do anseio do comerciante e das pessoas que moram nesse entorno e são impactadas por essa rodovia”, acrescentou o deputado federal coronel Assis.

Pacote de obras

Os 28 quilômetros da Rodovia dos Imigrantes, que contornam Cuiabá e Várzea Grande, serão duplicados e uma nova ponte será construída, além de cinco viadutos, três retornos e 7 quilômetros de vias marginais, eliminando os conflitos viários e ampliando a segurança de todos que percorrem o trecho. As obras serão lançadas em dois lotes.

Lote 1: A obra terá duas frentes independentes. A ordem de serviço do lote 1 prevê a duplicação de 16,3 quilômetros e recuperação da pista antiga da rodovia, entre o km 495,9 (Cuiabá) e o km 512,2 (Várzea Grande); duplicação da ponte sobre o Rio Cuiabá; construção de quatro dispositivos, sendo um viaduto no ponto de acesso ao Distrito Industrial de Cuiabá; construção de um trevo no entroncamento com a MT-040, de acesso a Santo Antônio de Leverger; dois retornos em nível e de 1,5 quilômetros de via marginal no sentido norte (Cuiabá/Várzea Grande); e iluminação de LED.

As obras serão executadas pelo Consórcio Nova Imigrantes e começarão pela duplicação da ponte Juscelino Kubitschek, situada no km 511,6. O prazo para conclusão deste lote é de 18 meses.

Lote 2: O projeto contempla do km 512,2 ao km 524, no Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, com soluções para pontos importantes, como a transposição centro-bairro na altura dos bairros São Mateus (Av. Filinto Muller), Capão Grande e Praia Grande, retorno em nível, via marginal e iluminação de LED para atender ao comércio e serviços da travessia urbana de Várzea Grande. O prazo de conclusão é de 24 meses a partir da assinatura da ordem de serviço.

Solenidade

Participaram da solenidade os senadores Wellington Fagundes e Margareth Buzzetti, deputada federal Gisela Simona, deputado estadual Juca do Guaraná, os secretários de Estado Marcelo de Oliveira (Infraestrutura), César Roveri (Segurança Pública), comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel BM Alessandro Borges, o presidente da MT Par, Wener Santos, o diretor da ANTT, Luciano Lourenço da Silva, e vereadores de Cuiabá e Várzea Grande.

 

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *