Justiça nega liminar do MDB que pedia impugnação de pesquisa em Várzea Grande

Justiça nega liminar do MDB que pedia impugnação de pesquisa em Várzea Grande

Pesquisa apontou forte queda nas intenções de voto de pré-candidato do partido e salto nos números da pré-candidata Flávia Moretti

O juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, Carlos Roberto Barros de Campos, indeferiu liminar impetrada pelo partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), contra a Sensor Pesquisas, Comunicação e Marketing Ltda. que pedia impugnação de pesquisa registrada na Justiça Eleitoral, sob o número MT-1441/2024, divulgada no último dia 25. Em sua decisão o magistrado ressaltou que a intervenção da Justiça Eleitoral no processo eleitoral deve ser a mínima possível, sob pena de interferência indevida no curso normal do pleito.

Em uma das justificativas do pedido de liminar, o partido alegou que a pesquisa continha perguntas que causavam danos ao MDB e ao pré-candidato, Kalil Baracat. “A existência de pergunta em uma pesquisa de opinião, que faça referência a administração do prefeito Kalil Baracat, por si só, não é depreciativa, visto que o mandatário público está sujeito ao escrutínio acerca do seu desempenho como administrador”, diz trecho da decisão.

A pesquisa apontou forte queda nas intenções de voto do atual prefeito Kalil Baracat, que despencou de 48% de intenção de votos em pesquisa divulgada em março para 31% no atual levantamento. A candidata Flávia Moretti (PL), foi a única que registrou crescimento nas intenções de voto, passou de 9% para 16%, crescimento de aproximadamente 70% no mesmo período.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *