Lúdio apresenta versão sobre confusão com Botelho em plenário da ALMT; ouça o áudio

Lúdio apresenta versão sobre confusão com Botelho em plenário da ALMT; ouça o áudio

Parlamentares tiveram forte discussão durante sessão plenária na tarde de quarta-feira

Conteúdo/ODOC – O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) divulgou em suas redes sociais a íntegra de uma discussão com o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União).  Os parlamentares protagonizaram uma acalorada discussão durante a sessão desta quarta-feira (3) na Assembleia. Ambos são pré-candidatos à prefeitura de Cuiabá e acabaram se estranhando no plenário, com direito a dedo na cara e empurrão.

No vídeo, é possível ver que Lúdio usava um microfone no paletó, costumeiramente usado por políticos para gravar falas em plenário e acabou registrando de perto o que foi dito na discussão entre os dois.

Durante a sessão, Lúdio apresentou um projeto de lei para tornar obrigatória a licitação para o BRT e fixar a tarifa em R$ 1 por cinco anos. Botelho colocou o requerimento de urgência para votação, mas foi derrotado em plenário. Após a votação, Lúdio tentou expor os colegas, sendo repreendido por Botelho, momento em que intensificou as provocações e gravou a reação do presidente.

Nas imagens é possível ver que Lúdio se aproxima do presidente da Casa e começa a provocar o parlamentar. Com o áudio divulgado pelo petista, é possível ouvir que Botelho questiona o adversários: “por quê você vai expor os colegas?”, e ele responde: “não vou expor ninguém, você tem que ter compostura”.

Neste momento Botelho altera a voz e dispara: “você tem que largar de ser vagabundo”, enquanto Lúdio continua a pedir compostura: “você é presidente da Assembleia”. Neste momento, Botelho levanta da cadeira e fala: “sou presidente daqui, você me respeita seu vagabundo, sai daqui” e dá um empurrão no deputado.

“Eu cobrei dele que tivesse compostura, respeito, e ele partiu para a agressão física, com um empurrão no meio da sessão, ao vivo, como todos viram. A população assistiu a uma verdadeira exibição de desequilíbrio emocional e truculência”, escreveu Lúdio em suas redes sociais.

Lúdio Cabral ainda questiona se o presidente da Casa esconde algo por não querer votar a respeito da licitação. “É preciso manter a serenidade, mesmo tratando-se de assunto que envolve negócios públicos ligados à família dele. Botelho agiu com violência e agressividade na sessão. Há alguma coisa que ainda está encoberta e que precisa ser esclarecida: porque o negócio do BRT provoca tanta fúria no deputado Eduardo Botelho? Por que Botelho não quer votar a obrigatoriedade da licitação já?”, completou.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *