Ministro do Superior Tribunal Militar, José Barroso, visita a ALMT

Ministro do Superior Tribunal Militar, José Barroso, visita a ALMT

O conselheiro do Conselho Nacional de Educação e ministro do Superior Tribunal Militar, José Barros Filho, que é membro da Caravana da Educação, visitou na manhã desta quarta-feira (5) a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Ele veio a Cuiabá para ministrar uma palestra sobre o “Direito à Segurança Alimentar na Primeira Infância” a professores mato-grossenses. O evento será nesta quarta-feira (5), às 18h30, na Escola Estadual Liceu Cuiabano Maria de Arruda Müller.

De acordo com Barroso, a segurança alimentar deveria ser a base para o desenvolvimento às crianças brasileiras. Ele afirmou que a sociedade está preocupada em adiantar algumas etapas, preocupando com os métodos de ensino em outros países, mas esquece de olhar para a realidade brasileira.

“Antes desse método, tem que ver as pessoas. Mas antes das pessoas, tem que ver à concepção e a alimentação da própria mulher, da nutrição com qualidade. Isso é fundamental à formação do cérebro da criança e depois à capacidade cognitiva com a sociedade”, explicou ministro.

Em relação à primeira infância, de acordo com Barroso, a segurança alimentar está atrelada aos primeiros mil dias da criança. “São os 270 dias, que é o período da gestação, mais os dois primeiros anos. É nesse período que se forma a sinapse (plasticidade neural, com a ligação entre os neurônios), formando a capacidade de cognição”, disse José Barros.

Questionado sobre quais programas poderiam melhorar o nível do aprendizado das crianças no ensino fundamental, Barroso afirmou que é a implantação da escola em tempo integral. “Isso vai contribui também para a segurança alimentar. Quer prestar uma homenagem ao futuro? Investe nas escolas em tempo integral”, disse o ministro.

Sessão Especial – No dia 18 de junho, das 8 horas até as 17 horas, a Assembleia Legislativa realiza uma sessão especial – no Plenário das Deliberações – para debater os “Desafios à Segurança Alimentar no Centro-Oeste”. A parceria da ALMT, para discutir o tema, é com a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), por meio do Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin).


Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *