Neri Geller diz que leilão do arroz foi desorganizado e que Fávaro omitiu sobre sua demissão

Neri Geller diz que leilão do arroz foi desorganizado e que Fávaro omitiu sobre sua demissão

Geller disse que o leilão não seguiu planejamento e nega participação em irregularidades

Conteúdo/ODOC – O ex-secretário de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), Neri Geller, ex-deputado federal de Mato Grosso, afirmou em entrevista à BandNews TV nesta quarta-feira (12), que de fato o leilão do Governo Federal para importação de arroz foi ‘desorganizado’. Geller disse que o leilão não seguiu o planejamento da comissão, fato que culminou com sua exoneração do cargo.

“Primeiro que se politizou muito o assunto por parte da oposição, em um momento difícil no Rio Grande do Sul. Faltou organização, faltou orientação. Se você buscar nos anais das reuniões, as posições técnicas não foram seguidas”, disse o ex-secretário de Política Agrícola do Mapa.

“A forma como foi conduzido esse leilão de importação, ao meu ver, foi um equívoco. Eu estou tranquilo, não tenho nada para esconder”, disse o ex-federal mato-grossense, argumentando que foi o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD), que o comunicou da decisão. Porém – segundo ele – Fávaro disse que seria um afastamento.

“O Fávaro foi ao Palácio, conversou com o presidente Lula e, de lá, ele me ligou que a decisão seria pelo meu afastamento, mas não pela demissão”, afirmou. Neri Geller, ex-secretário de Política Agrícola, que foi demitido após colocar o cargo à disposição do ministro da Agricultura. Um ex-assessor de Geller na Câmara Federal, Robson Almeida de França, intermediou a compra de 44% do arroz que o Governo Federal iria importar através do leilão.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *