“O povo cuiabano foi apunhalado pelas costas”, diz Emanuel sobre venda dos vagões do VLT

“O povo cuiabano foi apunhalado pelas costas”, diz Emanuel sobre venda dos vagões do VLT

Venda pelo Governo do Estado foi alvo de criticas do prefeito da capital

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou à imprensa nesta quinta-feira (20), que a venda dos vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para o governo da Bahia, feita pelo Governo do Estado, foi uma ‘traição’ ao povo cuiabano: “uma apunhalada” pelas costas. Segundo ele, o dia 19 de junho foi ‘melancólico’.

“É um dia triste, um dia melancólico. Ontem – 19 de junho – foi o dia da traição. O povo cuiabano foi apunhalado pelas costas com a venda dos vagões. Esses vagões são nossos, pagos pela população cuiabana, mantidos há mais de 10 anos”, destacou o prefeito.

Segundo Emanuel Pinheiro, “por incompetência ou falta de interesse não colocaram esse VLT em operação, mas população cuiabana continuou mantendo os vagões intactos, em perfeito estado de conversação, tanto é que a Bahia comprou. Aí eu pergunto: se serve para salvador, por que não serve para Cuiabá?”, questionou.

Conforme o prefeito, “mesmo frente à descabida mudança de modal, os cuiabanos mantinham a expectativa em torno da implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que agora se confronta com a realidade de que, enquanto outras capitais avançam com projetos semelhantes, nós ficamos para trás”, acrescentou o prefeito cuiabano.

 

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *