PILOTO AGRÍCOLA MORRE APÓS AERONAVE CAIR EM FAZENDA PRÓXIMA DE SORRISO

O corpo do piloto de avião Gustavo Adriano Salvador Pires, de 40 anos, foi sepultado na tarde deste domingo (14), no Cemitério Municipal de Itápolis (SP), cidade onde mora sua família.

O piloto morreu 38 dias após sua aeronave agrícola cair e pegar fogo em uma propriedade rural localizada perto a divisa entre Lucas do Rio Verde e Ipiranga do Norte.

Gustavo Pires foi socorrido por funcionários da fazenda e levado para um hospital de Lucas do Rio Verde. Porém, em função das graves queimaduras, foi transferido para um hospital de Cuiabá (MT), onde morreu na noite da última sexta-feira (12).

Segundo informações da funerária, o corpo de Gustavo foi trasladado por avião até o Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, onde a empresa responsável pelo velório e sepultamento foi buscá-lo.

Gustavo Pires, que deixa um filho de 17 anos, formou-se piloto na escola de aviação de Itápolis e pertencia a uma família de pilotos. Um de seus primos também morreu em acidente na operação de um avião agrícola.

Fonte: Fortão MT

 

Matheus