Pivetta elogia preparo de Sandrin, mas garante que não fará pressão para que ele seja vice de Botelho

Pivetta elogia preparo de Sandrin, mas garante que não fará pressão para que ele seja vice de Botelho

Governador em exercício destacou que médico indicado pelo Republicanos tem serviço prestado em Cuiabá e está preparado para a função

Conteúdo/ODOC – O vice-governador Otaviano Pivetta (Republicanos) declarou apoio ao médico Marcelo Sandrin (Republicanos) como candidato a vice na chapa liderada pelo deputado Eduardo Botelho (União) para a Prefeitura de Cuiabá. Pivetta ressaltou a experiência e os serviços prestados por Sandrin na cidade, afirmando que ele é uma liderança madura e qualificada. Contudo, Pivetta deixou claro que não fará pressão para que Sandrin seja escolhido.

Na última sexta-feira (5), o diretório municipal do Republicanos oficializou, de forma consensual, a indicação de Sandrin para a vaga de vice de Botelho. Apesar dessa indicação, Sandrin ainda disputa o posto com outros nomes apresentados por partidos aliados.

Ao comentar a indicação, Pivetta reiterou seu apoio a Sandrin e afirmou que o Republicanos está pronto para colaborar caso ele seja nomeado vice. “Não [vou pressionar pela indicação para vice]. O partido sabe da minha posição, eu acho que cabe ao candidato ver o que é melhor para ele disputar a eleição e também para ele administrar. O Botelho já me falou muito bem do doutor Marcelo Sandrin. Eu não vou pressionar, da minha parte nunca existiu [pressão], meu jeito de fazer política não é através de fazer pressão”, afirmou o vice-governador.

Pivetta elogiou o histórico profissional de Sandrin, que atua como diretor-geral do Hospital Santa Helena, e afirmou que ele possui o perfil ideal para contribuir com a política em Cuiabá. “Sandrin é uma pessoa que tem uma folha de serviço prestado muito grande para Cuiabá e Mato Grosso. É uma liderança madura, profissional de alto grau de gabarito. É bom ver esse movimento dele querendo participar da política. A política precisa de bons quadros, de pessoas que tenham o que entregar para a sociedade. Ele é um desses”, completou Pivetta.

Enquanto isso, Botelho continua articulando com outros partidos aliados que também desejam indicar nomes para a vaga de vice. Com a proximidade das convenções partidárias, que começam no dia 20 de julho, o União Brasil planeja reunir os nomes e realizar uma seletiva para definir o indicado.

 

 

 

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *