Prefeito diz que não recebeu nenhum pedido de vereador para liberação de emendas impositivas

Prefeito diz que não recebeu nenhum pedido de vereador para liberação de emendas impositivas

Conteúdo/ODOC – “Se der nós vamos fazer, se não der, se tiver respaldo legal e não der, não vou fazer”, disparou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), questionado pela imprensa sobre a falta de  cumprimento das emendas impositivas dos vereadores da Capital, que reclamam a falta de repasse de R$ 30 milhões de emendas para cirurgias eletivas.

“Eu passo sete anos e meio conversando com todo mundo, debatendo com todo mundo, discutindo com todo mundo aí no último ano eu vou deixar de pagar emendas?”, questionou o prefeito. Segundo Pinheiro, nem um vereador, nem da base nem da oposição, apresentou qualquer pedido formal para o pagamento de emendas para cirurgias eletivas.

“Vem uma vereadora e diz que vai entrar com uma comissão processante contra o prefeito porque não cumpriu…eu não cumpri o quê?…Gente, emenda tem uma lei para ela, tem que ter um processo, tem que ter um protocolo, não existe nada, não tem nada, eles não entraram com nenhum pedido na prefeitura, nenhum vereador, nem da base nem da oposição”, acrescentou.

“O presidente Chico 2000 conversou comigo lá atrás, estava sendo construído isso. É uma coisa que nunca foi feita. Eu disse: Chico, vamos conversar. É importante conversarmos, tudo que é para a saúde, pra mim é salutar, vamos conversar, ver a situação do município, a legislação, porque na fila eu não posso mudar o interior. Eu não posso falar que vou operar só o pessoal de Cuiabá, furando fila”, argumentou.

“Eu preciso saber se essa emenda eu posso usar para o interior também, porque a emenda é municipal. Tudo isso tem que ser discutido, mas não tem um protocolo, não tem um pedido. Ficamos de falar semana passada. O Chico não conseguiu. Chamei ele para almoçar, ele não me respondeu e daí vai para a tribuna da Câmara falar em emendas impositivas…não existe”, arrematou Pinheiro.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *