PSOL quer cassação de coronel Fernanda; parlamentar ironizou morte de irmão de deputada

PSOL quer cassação de coronel Fernanda; parlamentar ironizou morte de irmão de deputada

Conteúdo/ODOC – O PSOL pediu a cassação do mandato da deputada federal Coronel Fernanda (PL), alegando quebra de decoro parlamentar. A motivação do pedido foram comentários feitos pela deputada que foram considerados irônicos em relação à morte do irmão da deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP), o médico ortopedista Diego Ralf Bomfim, vítima de um ataque a tiros em outubro passado, em um quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Durante a discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45/23, que criminaliza o porte de drogas em qualquer quantidade, Fernanda comentou: “Eu acho que temos que discutir o assunto, e não ofender as pessoas. Se está tratando de traficante, ela tem que conversar com o pessoal lá do morro, no Rio de Janeiro, que cometeu um crime gravíssimo. E ela sabe do que eu estou falando”.

Sâmia respondeu, chamando Fernanda de “moral de lixo”. “Lave a sua boca antes de falar do meu irmão, tenha respeito pelo luto da minha família e responda à sociedade por ajudar a alimentar o crime organizado, que traz dor para tantas famílias brasileiras como a minha”, disse Sâmia.

No pedido, o PSOL afirma que Coronel Fernanda ultrapassou todos os limites, “utilizando um assassinato para atacar, de forma cruel e indecorosa, a deputada Sâmia Bomfim”, e que ela “desonrou o cargo para o qual foi eleita, abusando das prerrogativas asseguradas para cometer ilegalidades e irregularidades”.

O pedido foi encaminhado para a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, presidida por Arthur Lira (PP-AL), solicitando que o caso seja enviado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar para a abertura de um processo disciplinar com perda de mandato.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *