Rádio Assembleia de MT participa simpósio de nacional sobre comunicação pública

Rádio Assembleia de MT participa simpósio de nacional sobre comunicação pública

A Rádio Assembleia, que integra a Rede Legislativa Nacional da TV e Rádio Câmara, participou do 6⁰ Simpósio Nacional de Rádio, que aconteceu esta semana na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). Ao longo de três dias (de 27 a 29 de maio) o encontro promoveu debates entre profissionais da comunicação pública, além de cursos e apresentações de trabalhos acadêmicos. Este ano a programação comemora os 25 anos de criação da Rádio Câmara, veículo oficial de divulgação da Câmara dos Deputados.

A superintendente da Rádio ALMT (FM 89,5), Tatiana Medeiros, participou do evento e compôs o painel “Diferentes olhares para a pluralidade e a diversidade”, realizado na tarde de terça-feira (28). Ela falou sobre os desafios e os esforços empenhados pela emissora para adotar essa perspectiva tanto para a rotina de produção, quanto para a grade de programação. “O tema encaixa-se perfeitamente na Rádio ALMT, cuja pluralidade cultural é indiscutível”, destacou Medeiros.

Segundo ela, a Rádio Assembleia possui o maior acervo musical regional do estado. “Isso é reflexo do trabalho de valorização da nossa cultura desde o início, há nove anos”, avalia. “A regionalidade é perceptível em nossa grade de programação, com diversos quadros voltados para a rica cultura mato-grossense”.

Medeiros explicou ainda que, em termos de diversidade, a Rádio ALMT está na vanguarda. “A Rádio Assembleia abre constantemente seus microfones para que mulheres, pessoas trans, negros, quilombolas, indígenas e membros de movimentos sociais legítimos possam se expressar livremente, sem censura”, disse. “Além disso, em parceria com a TVAL, implementamos a autodescrição, auxiliando pessoas cegas a identificarem melhor os apresentadores e locutores”, complementou.

Tatiana Medeiros avalia que Rádio Assembleia inspira mudanças positivas na sociedade mato-grossense e que a participação no simpósio é uma valiosa oportunidade de compartilhar experiências que já consolidaram a emissora junto aos ouvintes.

Ela avalia ainda a importância de ter profissionais esforçados em fazer uma comunicação de interesse público. “Toda programação da rádio, desde a produção dos programas de jornalismo institucional até a grade cultural, conta com a dedicação de mais de 20 servidores que pesquisam tudo sobre a cultura e os sons regionais, além de trazerem temas variados de representatividade inclusiva para garantir a diversidade da grade e valorização regional”, afirmou com orgulho.

Simpósio Nacional de Rádio

O evento, que está na sexta edição, acontece a cada dois anos. O evento é promovido pelo Grupo de Pesquisa em Rádio e Mídia Sonora da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e a Câmara dos Deputados, reunindo profissionais das emissoras de todo país, além de professores, pesquisadores e estudantes de comunicação em geral para troca de conhecimento.

A organização acontece em parceria com a Universidade de Brasília e com o apoio da Rádio França Internacional, o Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento da Câmara dos Deputados e o GP Rádio e Mídia Sonora.


Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *