Republicanos veta secretária como vice de Botelho e sugere médico e empresário como alternativas

Republicanos veta secretária como vice de Botelho e sugere médico e empresário como alternativas

Vereador diz que filiação somente para disputar a vice poderia trazer desgaste interno na sigla entre filiados históricos

Conteúdo/ODOC – O presidente do Republicanos em Cuiabá, vereador Eduardo Magalhães, rejeitou a possibilidade de a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania, Grasielle Bugalho, se filiar ao partido com o intuito de ser lançada como vice em uma eventual candidatura do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União), à prefeitura da capital.

Magalhães destacou que não há espaço no partido para a inclusão de Bugalho como vice, argumentando que isso causaria problemas internos na sigla. Ele afirmou que seria injusto permitir que Bugalho assumisse tal posição, pois existem membros mais antigos do partido que são mais qualificados para o cargo.

Grasielle Bugalho, secretária estadual de Assistência Social e Cidadania

“Não conheço a secretária, não conheço o trabalho dela, conheço somente de vista. Ou seja, nós trazermos uma pessoa que nós não conhecemos, que não participou da construção do partido, da construção das chapas, nós vamos criar um problema dentro do partido. Para nós não é tão somente ter um vice, mas um vice que participou da construção do partido, que ajudou na construção de chapa, que ajudou em outras eleições”, ressaltou o presidente do Republicanos.

Em vez de Bugalho, Magalhães sugeriu outros nomes que poderiam ocupar a vice de Botelho, como o médico Marcelo Sandrini, o presidente da Fecomércio, Júnior da Verdão, e a vereadora Maysa Leão. “A possibilidade de a secretária ser candidata a vice partiu do presidente do PP em Mato Grosso, deputado Paulo Araújo. Segundo Araújo, Grasielle tem uma boa avaliação pelas lideranças progressistas que acreditam que, por ser aliada da primeira-dama Virginia Mendes, poderá agregar positivamente na pré-campanha de Botelho.”

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *