Sem data para reunião, Fábio Garcia descarta uso da Saúde como palanque: “Vamos tratar com seriedade”

Sem data para reunião, Fábio Garcia descarta uso da Saúde como palanque: “Vamos tratar com seriedade”

Chefe da Casa Civil disse que equipes técnicas do Estado e do Município irão se reunir antes para discutir o assunto

Conteúdo/ODOC – Fábio Garcia, secretário-chefe da Casa Civil, União, assegurou que ainda não definiu o momento para se reunir com o prefeito Emanuel Pinheiro, MDB, para discutir a situação da Saúde em Cuiabá. Ele ressaltou que a abordagem será estritamente técnica, sem espaço para disputas políticas.

No final de abril, Emanuel formalizou sua solicitação por uma audiência com o governador Mauro Mendes, União. No entanto, Mendes solicitou que a primeira reunião ocorresse com sua equipe técnica.

“Não tem data. Na verdade, antes desse encontro serão realizadas várias agendas entre as equipes técnicas para que tenha um diagnóstico preciso da situação da Saúde Pública, dos problemas, quem os causou e dos desvios. A gente tratar essa questão tecnicamente”, afirmou Garcia.

Cabe ressaltar que ele mesmo era um dos pretensos candidatos a vaga de prefeito da capital nas eleições deste ano e, com a definição do União Brasil, passa a integrar o time de Eduardo Botelho na disputa pelo Palácio Alencastro.

Segundo o secretário, essa primeira ação das equipes técnicas serve para que a saúde da capital seja tratada com responsabilidade. “As equipes técnicas estão e têm que dialogar, nós não vamos tratar a Saúde Pública de Cuiabá com irresponsabilidade e nem com politicagem. Ela não será, do nosso lado, palco de palanque político de ninguém. Portanto, vamos tratar com seriedade a Saúde Pública”, disse.

Garcia explicou que desde o fim da intervenção estadual em dezembro do ano anterior, os técnicos estaduais têm mantido um diálogo constante com a Prefeitura de Cuiabá.

O objetivo principal, segundo ele, era supervisionar as ações de Emanuel ao reassumir a gestão da Saúde e garantir a implementação do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). No entanto, ele destacou que foram identificadas outras irregularidades.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *