Brasileiro Sub-23 encerra calendário do atletismo de 2020 | Agência Brasil

O Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista, recebe nesta quinta e sexta-feira o 13º Campeonato Brasileiro Sub-23 da modalidade. São 460 atletas representando 92 clubes de 19 Estados e do Distrito Federal. A competição encerra o calendário nacional da Confederação Brasileira de Atletismo.imagem17-12-2020-13-12-33imagem17-12-2020-13-12-34

Várias atrações estão confirmadas, como os campeões do Troféu Brasil Ana Carolina Azevedo (Orcampi), nos 200m, Tiffani Marinho (Orcampi), nos 400m, Ketiley Batista (ASPMP), nos 100m com barreiras e 200m, e Daniel Ferreira do Nascimento (ABDA), nos 5.000 e 10.000m.

Ana Carolina venceu os 200m do Troféu Brasil, com 23.01 (0.0) e ficou em segundo lugar nos 100m, com 11.41 (-0.7), sendo superada por Vitória Rosa (Pinheiros) por 2 milésimos de segundo, diferença apontada na cronometragem eletrônica. “Conquistei a minha primeira medalha de ouro, depois de vários pódios no Troféu. Vou tentar fazer uma boa competição também no meu último sub-23”, disse a velocista de 22 anos.

Entre os jovens da categoria estão talentos como Felipe Bardi dos Santos (SESI), Derick Souza (Pinheiros) e Lorraine Martins (Pinheiros), que já integram seleções adultas na velocidade.

Vários campeões brasileiros nos Brasileiros Caixa Sub-18 e Sub-20 estão inscritos. Destaque para Ana Luísa Couto Soares Ferraz (Orcampi), eleita a melhor atleta do sub-18, e para Eduardo Ribeiro Moreira (Pinheiros) e Vida Aurora Caetano (Tornado-DF), considerados os melhores participantes do sub-20.

O último Brasileiro Sub-23 foi disputado em abril de 2018 no estádio da Sogipa, em Porto Alegre, com vitória do Pinheiros, que somou 225 pontos na classificação geral. A Orcampi ficou em segundo lugar, com 151, seguida da FECAM, com 132 pontos.

No total, estão previstas 22 provas com a distribuição de medalhas, sendo sete pela manhã e 15 à tarde. A CBAt irá transmitir a competição pelo youtube da confederação.

Por causa da crise sanitária do novo coronavírus, o evento não terá público e seguirá vários protocolos de saúde durante o torneio, como o uso obrigatório de máscaras (com exceção nas provas), a disponibilização de álcool em gel, e o distanciamento na câmara de chamada, no pódio e no setor da arquibancada reservado para os treinadores.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br/esportes/noticia/2020-12/brasileiro-sub-23-encerra-calendario-do-atletismo-de-2020

Matheus