Cientistas identificam “variante turbinada” da Covid-19 em Mato Grosso

Pesquisadores do Genov, projeto científico da Dasa de vigilância por sequenciamento amostral do SARS-CoV-2 no Brasil, identificaram uma nova variante “turbinada” do coronavírus em Mato Grosso e em outros seis estados. A nova cepa, chamada de Gama Plus, possui características da Delta, originária da Índia e é mais transmissível.

Conforme informações da Revista Veja, o projeto analisou 1.380 amostras de todas as regiões do Brasil, coletadas entre maio e junho e observou que mais de 95% eram da linhagem Gama.

Dentre elas, 11 amostras de maio, apresentaram a mutação P681H, em que o aminoácido prolina é substituído por um outro, a histidina. Além de um caso em Mato Grosso, a variante foi encontrada em Goiás, Tocantins, Ceará, Santa Catarina e Paraná.

Os pesquisadores também identificaram uma amostra da variante Gama com a mutação P681R, em que no lugar da prolina é notada a presença de arginina, típica da Delta, em Nova Iguaçu, (RJ).

“Ainda que sejam números referentes aos meses de maio e junho, são de grande importância epidemiológica pois nos ajudam a entender o comportamento e a evolução das variantes no Brasil. São achados que reforçam nossa percepção de que não devemos minimizar o risco que as variantes importadas para o nosso país, como a Delta, possam representar, mas que precisamos nos manter atentos para a evolução local da Gama”, alerta o coordenador do Genov e virologista da Dasa, José Eduardo Levi.

Confira reportagem na íntegra clicando no link aqui

Matheus