Família Bolsonaro deve turbinar campanhas eleitorais de prefeitos em Mato Grosso a partir de agosto

Família Bolsonaro deve turbinar campanhas eleitorais de prefeitos em Mato Grosso a partir de agosto

Além do ex-presidente e Michele, o deputado Eduardo Bolsonaro também participará da campanha eleitoral

Conteúdo/ODOC – O clã Bolsonaro, conhecido nacionalmente pela sua influência política na direita brasileira, está consolidando sua participação nas eleições municipais de Mato Grosso, trazendo consigo uma série de candidaturas que prometem agitar o cenário político do estado. O PL quer lançar entre 80 a 90 candidatos à prefeito.

A presença do ex-presidente em Mato Grosso neste mês de abril é só um aperitivo do que virá pela frente. Pelo menos isso é o que garante o presidente estadual do PL, Ananias Martins. No dia 8 de abril, o ex-presidente da República vai lançar as pré-candidaturas do deputado federal Abílio Brunini a prefeito de Cuiabá, e da advogada Flávia Moretti, em Várzea Grande, em ato conjunto.

“Bolsonaro terá uma agenda pessoal em Diamantino para uma candidatura local, na sequência ele segue com a deputada federal Amália Barros para Campo Novo do Parecis. É bom lembrar que essa agenda é fruto de uma articulação da deputada federal Amália Barros. Nesse momento não é uma ação partidária, é uma ação parlamentar da deputada Amália Barros, é o prestígio pessoal dela que trouxe ele para o Estado. A participação dele na Norte Show, em Sinop, é fruto de um convite e o prestígio que o agronegócio tem com ele”, comentou Ananias.

O PL deve lançar cerca de 90 candidaturas à prefeito neste ano e nas principais cidades polo do estado como a capital, a Cidade Industrial, Rondonópolis, Sinop, Cáceres, Sorriso e Barra do Garças.

Conforme Ananias, tanto Jair Bolsonaro, quanto Michelle e Eduardo devem se envolver na campanha no Estado. Os deputados federais do PL – Amália Barros, Coronel Fernanda e José Medeiros – e o senador Wellington Fagundes também estão escalados para o fortalecimento das candidaturas no interior.

“Ele (Jair) é o maior líder político do nosso partido, juntamente com a Michelle Bolsonaro e os nossos parlamentares federais. Então deve vir tanto ele quanto ela para cá durante a campanha. Temos ainda o Eduardo Bolsonaro que tem também muita influência em Rondonópolis, principalmente nas cidades do agro. Ele tem compromisso com as pautas conservadoras e devem passar pelo menos 3 dias percorrendo o estado”.

Source link

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *