Seja bem vindo ao nosso portal de notícias.

29/02/2024 11:07 am

População dos 141 municípios de MT irão as urnas para escolher os novo conselheiros tutelar neste domingo

A população dos140 municípios e da capital mato-grossense irão as urnas neste domingo (01) para escolher os novos conselheiros tutelares para os próximos quatro anos de mandato, o processo de escolhas ira eleger 790 conselheiros nos 151 conselhos existente sendo assim distribuídos 06 e unidades em Cuiabá, 03 em Varzea grande, 02 em Rondonópolis, 02 em Sinop, 02 em Itiquira e 136 nos demais municípios do estado.

O processo da escolha dos conselheiros tutares que é organizado pelos CMDCA, conselho municipal de direito dos municípios terá a parceria uma do TRE, Tribunal Eleitoral de Mato Grosso cedeu as urnas eletrônica, sendo que o Ministério Publico Estadual é o órgão responsável pela fiscalização do processo da eleição em todo estado, a votação terá inicio as 08:00 e termino as 17:00horas.

“Hoje é um dia muito importante da democracia brasileira principalmente no que tange as crianças e os adolescente, com o processo de escolha unificada onde em todos os estados brasileiro de forma democrática serão escolhidos homens mulheres escolhidos para trabalhar em uma causa nobre e em nome da ACT/MT Associação dos Conselheiros e Ex. Conselheiros tutelares de Mato Grosso, quero desejar boa sorte para todos que estão concorrendo uma vaga nos sus respetivos municípios”, disse o presidente da ACTMT, Nelson de Faria.

Da redação Matheus Augusto

Veja também

CIDADES| MATO GROSSO

Itanhangá: Municipio entra em alerta amarelo, com ventos intensos de 40 a 60km/h

GERAL| MATO GROSSO

Prefeitura Municipal de Itanhangá inicia ano de 2024, com muito trabalho.

POLÍTICA NACIONAL

Presidente Lula fará pronunciamento de Natal neste domingo

GERAL| POLÍTICA NACIONAL

CONGRESSO DERRUBA VETOS E JAYME CELEBRA “GARANTIA DE EMPREGO” E “PAZ NO CAMPO”

MATO GROSSO

Detran-MT e Batalhão de Trânsito realizam pit stop educativo em escolas de Cuiabá

POLÍTICA NACIONAL

Senado aprova ampliação da Lei de Cotas e inclui quilombolas