Botelho vê gestão de Emanuel deficitária em todas secretarias e projeta que corte de gastos “será inevitável”

Botelho vê gestão de Emanuel deficitária em todas secretarias e projeta que corte de gastos “será inevitável”

De acordo com o pré-candidato, gestão municipal gasta mais do que arrecada e está operando no vermelho [Foto – Roberto Kilila]

Conteúdo/ODOC – Em entrevista no Jornal da Cultura, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (União), pré-candidato do partido a prefeito de Cuiabá, afirmou que um dos maiores desafios do seu governo, caso eleito, será o de promover o equilíbrio entre receita e despesa. Segundo ele, todas as secretarias da gestão Emanuel Pinheiro (MDB) vão apresentar passivos: “o corte de gastos será inevitável”.

“Nós estamos levantando todas as secretarias, não conseguimos todas ainda, mas já temos os números da Saúde, por exemplo, que não são bons. Há um déficit na Saúde que vai deixar uma dívida muito grande. A gestão como um todo está deficitária em todas as secretarias”, disse Botelho.

“O custo operacional está maior. Gasta mais do que a receita, do que o orçamentário e em todas as secretarias está acontecendo isso…deve ficar com passivo em todas as secretarias, conforme o que estamos levantando, e a saúde é a maior”, observou o pré-candidato.

“Se você gasta mais do que ganha, vai ter problemas, e isso vem acontecendo a algum tempo na prefeitura. Primeira coisa que vai ter que fazer, quem assumir, a equipe toda, é buscar esse equilíbrio. Vai ter que fazer cortes de gastos para equilibrar a receita e despesa, não existe outro caminho e nem fórmula mágica”, argumentou Eduardo Botelho.

Ao contrário dos demais pré-candidatos, Botelho disse que está focado em uma campanha de propostas. “Nós estamos trabalhando em cima de propostas. Eu estou pautado em fazer propostas, trabalhar em cima de propostas. Trabalhar com um grupo sério para reconstruir Cuiabá, para consertar Cuiabá. Vamos colocar Cuiabá novamente nos trilhos”, afirmou.

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *