Depois de desprezar o Brasil, o único brasileiro que deu apoio moral a Mbappé

Lenda do futebol brasileiro parabenizou a atuação do craque francês em campo

Mbappé se igualou a lenda inglesa com hat-trick em final da Copa do Mundo
Mbappé se igualou a lenda inglesa com hat-trick em final da Copa do Mundo

O karma chegou para Kylian Mbappé. Principal jogador no título conquistado em 2018 pelos franceses, o atacante do Paris Saint-Germain fez um hat-trick no empate em 3 a 3 com a albiceleste. Porém, alguns meses antes da Copa do Mundo, fez uma provocação contra os sul-americanos, já que as seleções da Europa haviam conquistado todos os Mundiais desde 2006, com Itália, Espanha, Alemanha e a própria seleção da França, respectivamente.

Em entrevista, o camisa 10 dos “Bleus” disse que o futebol sul-americano, segundo palavras dele, “não é tão avançado assim como na Europa”pois os europeus haviam conquistado todas as Copas após o pentacampeonato da Seleção Brasileira em 2002, e o nível técnico das seleções europeias era muito maior do que os sul-americanos, lembrando a vitória francesa por 4 a 3 sobre os hermanos, nas oitavas da Copa de 2018 na Rússia, onde marcou duas vezes.

Mais notícias da Copa do Mundo:

Novo recorde de Messi que encerra um legado no Mundial do Catar, Pelé não conseguiu bater

Ele deixou Ídolo da França de fora da final e isso pode custar seu emprego no futuro

Pelé e Mbappé se conheceram em evento

Pelas redes sociais, Pelé parabenizou a seleção da Argentina pelo título, e aproveitou para enviar uma mensgem carinhosa a Mbappé. Fã declarado do Rei do Futebol, o francês já o encontrou durante alguns eventos, já que ambos são patrocinados pela mesma marca de relógios. O brasileiro, tricampeão mundial em 1958, 1962 e 1970, ainda citou Diego Maradona, dizendo que o “Pibe” estaria sorrindo e muito alegre com o tricampeonato argentino. Pelé elogiou a atuação do camisa 10 francês, o segundo jogador a marcar um hat-trick em uma decisão do torneio.

Messi incomparável

Esse foi o terceiro título que Lionel Messi conquistou com a camisa albiceleste. O primeiro foi a Copa América do ano passado, vencendo o Brasil em pleno Maracanã. Ainda esse ano, conquistou a Finalíssima contra a Itália, campeã europeia, numa espécie de “Supercopa” das seleções. E aos 35 anos, se consagra de vez como uma lenda.

Matheus