Investimentos de mais de R$ 74 milhões em radiocomunicação digital e instalação de câmeras OCR marcam ano da segurança

A tecnologia presente nas ferramentas de trabalho auxiliam o dia a dia das forças de segurança e, consequentemente, reduzem os índices criminais. Prova disso é que, até o mês de novembro deste ano, mais de 95 veículos foram recuperados pelo sistema de OCR (leitor óptico de caracteres) presentes no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), causando prejuízo de mais de R$ 800 mil às quadrilhas e grupos criminosos.

Atualmente, Mato Grosso conta com 350 câmeras de monitoramento, sendo 190 OCRs, 102 de videomonitoramento e 59 de parcerias público-privadas, todas interligadas com o Ciosp.

Neste mês, por exemplo, o município de Poconé passou a contar com sete pontos de monitoramento de câmeras OCR, graças à parceria do Sindicato Rural de Poconé, que investiu R$ 700 mil na ocasião.

Somente neste ano, foram realizados 20 projetos de videomonitoramento em parceria com municípios. Isso se tornou possível por meio de um convênio entre municípios e o Estado. Também se destaca a possibilidade da utilização de emendas parlamentares no custeio dos equipamentos e instalação.

Radiocomunicação digital

Mas o grande destaque do Ciosp neste ano foi realizar a ampliação da radiocomunicação digital em Mato Grosso, onde o Governo do Estado, por meio do programa Mais MT, investiu mais de R$ 74 milhões para que outras cinco Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) fossem contempladas com a tecnologia.

Assim, 56 municípios mato-grossenses hoje são atendidos pela tecnologia, que garante mais segurança na troca de informações entre as forças de segurança, evitando que a comunicação seja copiada por organizações criminosas, como pode acontecer no analógico.

“Os investimentos em tecnologia auxiliam no trabalho diário das forças de segurança. E a radiocomunicação digital é um marco na gestão Mauro Mendes, que põe Mato Grosso em outro patamar. Até abril de 2022, todos os 141 municípios terão a tecnologia disponibilizada”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Em sua avaliação, o coordenador do Ciosp, tenente-coronel BM Rogério Quinteiro, destacou que este ano foi de grande importância para a expansão da tecnologia em segurança no estado.

“O Ciosp tem muito o que comemorar, principalmente pela consolidação e execução de grande parte de nosso planejamento. Nosso maior produto, que é a implantação da radiocomunicação digital está em andamento, na fase 3, que abrange cinco Risps. A radiocomunicação digital é um grande avanço na segurança pública, pois congrega tecnologia de última geração de forma segura, rápida e eficiente”, comemorou Quinteiro.

Desafios para 2022

Para o próximo ano, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) prevê recursos na ordem de R$ 36 milhões para ampliação da radiocomunicação digital para mais 126 municípios e distritos.

Também há a previsão da abertura de quatro  Ciosps Regionais nos municípios de Rondonópolis, Sinop, Barra do Garças e Cáceres, investimento de aproximadamente R$ 63 milhões.

“Levar o Ciosp para outras Risps será um desafio do tamanho do benefício que sua implementação trará às regiões atendidas. Em um só lugar estarão reunidas todas as forças de segurança, otimizando recursos e reduzindo o tempo de atendimento. E para este projeto estão previstos mais de R$ 63 milhões. Um desafio que estamos totalmente preparados para enfrentar”, destacou o coordenador do Ciosp.

Fonte: Sesp-MT

Matheus