Fluminense vence o Cruzeiro em jogo agitado no Mineirão

Em uma partida marcada por um bom futebol e também confusões, o Fluminense levou a melhor sobre o Cruzeiro. O Tricolor bateu a Raposa por 2 a 0 no Mineirão, nesta quarta-feira, em confronto válido pela quinta rodada do Brasileirão. Paulo Henrique Ganso e Germán Cano marcaram os gols da vitória do Tricolor, que chegou a ter dois homens a menos no segundo tempo.

Com o resultado, o Flu chegou aos dez pontos e saltou para a terceira colocação do campeonato. Já o Cruzeiro, que foi ultrapassado pelo Tricolor, tem nove pontos e caiu para o quinto lugar.

Agora, as duas equipes viram a chave para a sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O Fluminense volta a campo no próximo sábado, às 18h30, para enfrentar o Cuiabá no Maracanã. Já o Cruzeiro tem pela frente o clássico com o América-MG, no domingo, às 18h30, no Independência.

O JOGO

O primeiro tempo no Mineirão foi aberto e equilibrado. O Fluminense teve mais posse de bola, mas viu o Cruzeiro subir a marcação e forçar erros. Nesse cenário, a Raposa teve várias boas oportunidades para marcar, mas faltou capricho na conclusão. 

Apesar dos sustos, o Flu, como já dito acima, não deixou de incomodar a meta defendida por Rafael Cabral. Em um dos ataques, o time contou com uma pitada de sorte para abrir o placar. Aos 43 minutos, Marcelo cobrou falta na área, o lateral Marlon cortou, mas a bola rebateu em Cano e carimbou a trave. Lima ficou com a sobra, chutou forte, e Lucas Oliveira tirou em cima da linha. A bola caiu nos pés de um jogador do Tricolor: dessa vez Ganso, que não desperdiçou e finalizou forte para estufar as redes.

Cabe destacar que, no inicio da partida, na marca dos 12 minutos, o Fluminense chegou a balançar as redes. No entanto, ainda em campo, o árbitro assinalou que a bola havia sido no cruzamento de Jhon Arias, e o tento acabou anulado rapidamente.

No retorno do intervalo, Fluminense e Cruzeiro voltaram a protagonizar uma partida animada, lá e cá. Entretanto, aos nove minutos, Germán Cano apareceu para dar tranquilidade ao Tricolor. Após uma boa troca de passes pelo lado direito, Guga cruzou na medida para o centroavante, que estava livre na área para completar de cabeça e fazer o segundo do Flu na partida.

Com o gol, o Flu jogou um balde de água fria no Cruzeiro, mas viu o adversário se recuperar rapidamente do golpe. A Raposa se lançou ao ataque e aumentou ainda mais a pressão sobre o Tricolor.

Na marca dos 29 minutos, uma sequência inusitada de lances aconteceu. Numa chegada do Cruzeiro, o árbitro marcou pênalti a favor da Raposa depois de um empurrão de Manoel em Henrique Dourado. Os jogadores do Fluminense ficaram na bronca com o juiz, e André acabou expulso por reclamação.

Bruno Rodrigues foi para a batida, e Fábio defendeu. No entanto, a cobrança precisou ser repetida porque o goleiro adiantou. Henrique Dourado, então, tentou bater penalidade e discutiu com o camisa 9. Após essa confusão, Bruno Rodrigues ficou com a bola, foi para a segunda cobrança, mas mandou na trave.

Passada essa situação, o Cruzeiro seguiu em busca do empate e tentou aproveitar a superioridade numérica para alcançar o objetivo. Alexsander ainda se machucou e não teve condições de permanecer em campo, o que deixou o Flu com apenas nove em campo. Apesar disso tudo, o Fluminense segurou o resultado até o fim e garantiu a vitória.

Nos minutos finais, cabe destacar, ainda houve uma confusão entre as comissões técnicas das duas equipes, mas a situação foi resolvida. 

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro x Fluminense

Data e Hora: 10/05/2023, às 21h30
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (FIFA-SP)

Cartões amarelos: Wesley (CRU) / Marcelo, Thiago Santos, Manoel e Diniz (FLU) 
Cartões vermelhos: André (FLU)
Gols: Paulo Henrique Ganso (0-1)(44’/1ºT) / Germán Cano (0-2) (09’/2ºT)

CRUZEIRO (Técnico: Pepa)
Rafael Cabral; William, Lucas Oliveira, Luciano Castán (Nikão, 40’/2ºT) e Marlon; Neto Moura (Alisson, 23’/2ºT), Filipe Machado (Daniel Júnior, 40’/2ºT) e Mateus Vital; Wesley (Stênio, 16’/2ºT), Bruno Rodríguez e Gilberto (Henrique Dourado, 16’/2ºT).

FLUMINENSE (Técnico: Fernando Diniz)
Fábio; Guga, Nino, Felipe Melo (Manoel, 23’/2ºT) e Marcelo (Thiago Santos, 23’/2ºT); André, Alexsander, Lima e Paulo Henrique Ganso (Lelê, 37’/2ºT); Jhon Arias (Isaac, 46’/2ºT) e Germán Cano (David Braz, 37’/2ºT).

Matheus