Seja bem vindo ao nosso portal de notícias.

25/02/2024 5:40 am

Perseguição por criminosos que aterrorizaram MT e fugiram para o Tocantins conta com forças de segurança de cinco estados

A perseguição pelos criminosos que atacaram a cidade de Confresa (MT) e fugiram para a zona rural do Tocantins continua nesta sexta-feira (14). Este é o quinto dia de buscas em território tocantinense. Na quinta-feira (13) a força-tarefa foi reforçada com mais duas aeronaves e 14 militares especialistas do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar de Minas Gerais.

A operação é coordenada pela Polícia Militar do Tocantins e também conta com equipes da Polícia Civil do estado, Polícia Federal e as polícias do Mato Grosso, Goiás e Pará. A ação já contava com helicópteros da PM de MT, GO e também de Minas Gerais.

Os suspeitos entraram no Tocantins em barcos, pelos rios Araguaia e Javaés, após tentarem assaltar uma transportadora de valores em Confresa no domingo (9). Na zona rural de Pium, fizeram uma família refém, roubaram veículos e entraram em confronto com policiais.

Até esta quinta-feira (13) dois suspeitos foram mortos e um foi preso. Eles já foram identificados.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram o momento em que os militares de Minas embarcaram rumo ao Tocantins e o pouso do segundo helicóptero enviado, no batalhão da PM em Gurupi. Os reforços já se juntaram as buscas, que também ocorrem pelo solo e pela água.

Policiais de Minas Gerais embarcando para o Tocantins — Foto: PMMG/Divulgação

Policiais de Minas Gerais embarcando para o Tocantins — Foto: PMMG/Divulgação

Os criminosos estão na região da Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo com cerca de vinte mil quilômetros quadrados de área cercada pelos rios Araguaia e Javaés. A ilha localiza-se no estado do Tocantins, estando subdividida entre os municípios de Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão e Pium.

Segundo a PM, as equipes estão dispostas em locais estratégicos e realizam o cerco na zona rural de Pium e região.

Mortos em confronto

Nesta quarta-feira (12), Polícia Militar do Tocantins e de Mato Grosso identificaram dois dos integrantes da quadrilha. Eles são Raul Yuri de Jesus Rodrigues, de 28 anos, que morreu em confronto, e Paulo Sérgio Alberto de Lima, de 48 anos, que foi preso após fazer o funcionário de uma fazenda refém. O segundo morto não teve a identidade revelada.

Ainda não há informações sobre a quantidade de pessoas que fazem parte da organização. Após o primeiro embate com policiais tocantinenses, o grupo teria se dividido.

Força-tarefa

A perseguição começou no domingo (9) quando criminosos atacaram a cidade de Confresa, no Mato Grosso. Segundo a polícia, o grupo faz parte de uma quadrilha do ‘novo cangaço’. Fortemente armados, eles atiraram contra a base da PM, incendiaram pneus e tentaram assaltar uma empresa de valores, a Brinks.

A ação conta com forças policiais do Tocantins, Mato Grosso, Goiás e Pará. Minas Gerais enviou uma aeronave para ajudar nas buscas. Uma base foi montada na sede da fazenda Agrojan.

Fonte: g1 Tocantis

Veja também

GERAL

Várzea Grande efetiva Plano de Contenção para combater a Dengue, Zika e Chikungunya

BRASIL| GERAL

Caixa anuncia concurso público com mais de 4 mil vagas

GERAL

SOS CÁCERES Jayme, Wellington e Assis garantem R$ 6,5 Milhões em emendas parlamentar

GERAL

REGRAS ELEITORAIS PROCURADOR-GERAL REAFIRMA COMPROMISSO DA COM A LEGALIDADE

ESPORTES| GERAL

REC é o dono do troféu de campeão do 2º torneio com Cristo

GERAL

Exploração sexual infantil na internet bate recorde em 2023