KALIL ANUNCIA MAIS 212 AGENTES DE SAÚDE EM ENTREGA DE KITS E MATERIAIS DE PROTEÇÃO

MAIS SAÚDE

Várzea Grande planeja a adoção de medidas para que a Cobertura da Atenção Primária supere 90% de toda a população da cidade, hoje estimada em mais de 315 mil habitantes. Isto quer dizer que a Saúde Municipal quer se antecipar no cuidado disponibilizado as pessoas para evitar que elas fiquem doentes, ou seja, fazer uma atuação preventiva, o que evitaria doenças e mesmo elas se manifestando, os cuidados exigiriam menos dos médicos, menos recursos assegurando uma maior chance de tratamento e eventualmente a cura.

Para colocar em prática a prevenção e o tratamento, o profissional mais apropriado é o Agente Comunitário de Saúde (ACS), que integra a equipe de atenção básica à saúde, atua no desenvolvimento de ações para promoção da saúde e prevenção de doenças. O Agente Comunitário possui atuação em ações educativas de saúde, junto à população, com o seu atendimento em casas, bairros e comunidades.

O agente de saúde está apto a integrar população e equipes de saúde em suas ações de educação (prevenção e promoção) sanitária.

A sua atuação poderá envolver grupos específicos e peculiaridades sobre determinada localidade, portanto, o conhecimento deste profissional deverá ser abrangente – tanto na questão social, como nas questões geográficas e demográficas.

“Os profissionais de saúde de Várzea Grande, principalmente os Agentes Comunitários de Saúde estão dando o melhor de si, mesmo diante de tantos desafios, como ocorreu na pandemia da COVID 19, e agora retomando suas atividades de saúde preventiva, indo de casa em casa, cuidando dos cidadãos várzea-grandenses. Temos procurado avançar nas ações para esta categoria, como foi a luta pela regulamentação de sua carreira, e hoje como prefeito, assinei o ato de regulamentação da lei. E ainda vamos pagar no salário de abril, o que se encontra reservado no Tesouro Municipal, os valores dos benefícios salariais, já que a aprovação da lei foi com data retroativa, pois eles já estavam trabalhando e desempenhando suas funções”, disse Kalil Baracat.

A fala do prefeito aconteceu durante o encerramento do curso de capacitação de profissionais da Saúde Pública de Várzea Grande para diagnóstico de casos de hanseníase e para a entrega de uniformes e kits de materias de proteção para os mais de 164 Agentes de Saúde.

“Um dos papéis da gestão é investir em condições de trabalho aos servidores públicos. Hoje estamos entregando os kits, mas sempre continuaremos em busca de mais melhorias, pois eles (Agentes Comunitários de Saúde – ACS), desempenham algo essencial que é o cuidado a prevenção com a saúde das pessoas.

Quanto mais prevenirmos, menos recursos e material humano será necessário para se combater doenças”, disse o prefeito.
Kalil lembrou que quando assumiu a Prefeitura, a cobertura pela Atenção Primária estava em 26%. Após, foram homologadas, 68 novas equipes, subindo para quase 70%, a cobertura. Agora já foi autorizado o processo seletivo, para empregar mais 212 novos Agentes de Saúde, o que vai elevar a cobertura para 92%, ou seja, em todas as áreas e bairros da cidade se terá Agentes Comunitários de Saúde. “Agradecemos a todos pelos serviços prestados ao município e pela confiança depositada em nossa gestão”, frisou o prefeito.
A cerimônia de entrega foi realizada no Centro Universitário Várzea Grande (UNIVAG), no encerramento do curso de capacitação aos agentes sobre hanseníase, e contou com a participação também do presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, Pedro Paulo Tolares, com a presença massiva de parlamentares municipais, do secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros e do superintendente de Atenção Primária à Saúde, Geovane Renfro, além de profissionais da Saúde.

Os Kits são compostos de bolsa, chapéu, camisetas, manga longa, calças, calçado ocupacional e crachás.
O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, disse que os agentes são aqueles que estão mais próximos das famílias e que atendem as pessoas nos momentos mais difíceis e delicados.

“Essa categoria por lei passou a ser uma profissão da saúde. Oficializados e protegidos, por lei, esses profissionais extraordinários do Sistema Único de Saúde. São eles, os mais próximos das famílias, que atendem nos momentos mais difíceis, mais delicados. Fazem trabalho de prevenção de doenças. Visitam comunidades, vão de casa em casa, realizando e promovendo ações individuais e coletivas. Esses kits, que estão sendo entregues, podem até parecer pouco, perto do trabalho que os ACS desempenham, mas significam dar mais dignidade aos trabalhadores”, disse o secretário.

Ainda na linha do prefeito, o secretário Gonçalo de Barros, disse que com mais este reforço do chamamento do processo seletivo, a Atenção Primária à Saúde, volta a ocupar o seu papel de Saúde e Prevenção.

“Na pandemia os cidadãos iam direto às unidades secundárias e terciárias para resolverem seus problemas de saúde. Agora será o inverso, a Saúde Primária, voltou a ocupar seu espaço, na Rede SUS de Várzea Grande, porque a porta de entrada do cidadão ao SUS é e sempre será na unidade básica, e é nela que se resolve mais de 80% dos casos de saúde dos cidadãos. O nosso Plano Estratégico, nos oportunizou chegar neste patamar de cobertura dos serviços da Atenção Primária. Está no Plano de Governo do prefeito Kalil Baracat e já cumprimos a meta estabelecida, mas queremos e vamos chegar aos 100%”, disse ele.

Para o superintendente de Atenção Primária à Saúde, Geovane Renfro, a identificação e os uniformes são itens essenciais para o trabalho.

“A identificação, por exemplo, é importante para a segurança dos Agentes e para os moradores, porque assim estabelece mais confiança da população para a realização dos serviços, uma vez que este trabalhador de saúde entra nas casas dos moradores. Também é nossa a responsabilidade de entender as demandas dos colaboradores e buscar melhorias para que o serviço oferecido à população tenha mais qualidade”, disse ele.
Para o presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, o vereador Pedro Paulo Tolares, a valorização dos servidores da área da Saúde é relevante pelos serviços que prestam à população em salvar vidas.
“Sempre digo ao prefeito Kalil Baracat, que na área da Saúde, os vereadores da Câmara Municipal sempre serão parceiros, para o que necessitar.

Todos nós vivenciamos problemas de saúde em casa e todos nós necessitamos do SUS. Precisamos de união de esforços, para que a Rede, seja sempre reforçada, principalmente neste momento, em que Várzea Grande está recebendo muitos pacientes da Capital e de outras cidades, o que onera o SUS municipal. Vamos estar juntos, trabalhando e reivindicando o que é melhor para a nossa população”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande.

Matheus