Secretário acompanha em Tocantins operação de buscas aos criminosos

O secretário de Segurança Pública, coronel César Roveri, está no Estado do Tocantins, na região do município de Pium, onde acompanha a operação conjunta das forças policiais de quatros estados nas buscas aos criminosos que, no último domingo (09), atacaram o quartel da Polícia Militar e tentaram assaltar a sede de uma empresa de transporte de valores em Confresa, em Mato Grosso.

Cerca de 100 agentes das polícias Militar e Civil de Mato Grosso estão no estado vizinho integrando a operação. O trabalho também reúne, além do Tocantins, equipes das policiais de Goiás e do Pará.  

Roveri deixou Cuiabá nas primeiras horas da manhã de hoje (13.04). Primeiro esteve na cidade de Confresa (1.160 km de Cuiabá). Além de visitar a unidade militares, conversar com os policiais, avaliar os danos causados pela ação terrorista que levou pânico à população, reuniu-se com o prefeito Rônio Condão.

O secretário de Segurança Pública, coronel César Roveri, está no Estado do Tocantins, na região do município de Pium, onde acompanha a operação conjunta das forças policiais de quatros estados nas buscas aos criminosos que, no último domingo (09), atacaram o quartel da Polícia Militar e tentaram assaltar a sede de uma empresa de transporte de valores em Confresa, em Mato Grosso.

Cerca de 100 agentes das polícias Militar e Civil de Mato Grosso estão no estado vizinho integrando a operação. O trabalho também reúne, além do Tocantins, equipes das policiais de Goiás e do Pará.  

Roveri deixou Cuiabá nas primeiras horas da manhã de hoje (13.04). Primeiro esteve na cidade de Confresa (1.160 km de Cuiabá). Além de visitar a unidade militares, conversar com os policiais, avaliar os danos causados pela ação terrorista que levou pânico à população, reuniu-se com o prefeito Rônio Condão.

À tarde, o secretário seguiu para o Estado de Tocantins. Acompanhado do secretário-adjunto de Integração Operacional, coronel Fernando Carneiro, ele se reunirá com o governador do Estado, Wanderlei Barbosa, e com o secretário de Segurança, delegado Vlademir Costa, ainda na noite desta quinta-feira.

Roveri observa que desde os primeiros minutos da ação criminosa as polícias mato-grossenses estão em campo com a determinação de prender e responsabilizar criminalmente o bando que agiu em Confresa. “Mato Grosso, como o governador Mauro Mendes vem enfatizando, tem tolerância zero contra o crime organizado”, completou.

Roveri lembrou que o governador determinou empenho máximo das forças de segurança na captura dos criminosos. 

BALANÇO PARCIAL
Até o momento, um criminoso foi preso, dois mortos em confrontos e as apreensões de dois fuzis .50, um fuzil 7.62, 50 carregadores de fuzis, milhares de munições, oito coletes balísticos, três capacetes balísticos, materiais explosivos e detonadores, além de coturnos, luvas, joelheiras, cotoveleiras, balaclavas e mochilas.

Da Redação

Matheus