Veja quem são os 30 conselheiros Tutelares eleitos em Cuiabá

No cenário político das eleições municipais que ocorrerão nos próximos anos, um grupo de candidatos tem recebido destaque especial. Trata-se dos postulantes ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCAs), mais especificamente, os Conselhos Tutelares, que serão responsáveis por zelar pelos direitos das crianças e adolescentes nas diferentes microrregiões de um município de Cuiabá.

O resultado oficial dessas eleições será divulgado apenas em dezembro, após um rigoroso processo de avaliação psicológica e um curso de formação conduzido pelo Ministério Público. No entanto, já é possível antecipar alguns detalhes sobre os candidatos mais votados e as particularidades desse processo eleitoral.

Serão abertas 60 vagas para conselheiros tutelares, divididas igualmente entre 30 titulares e 30 suplentes, distribuídas pelas seis microrregiões do município, a saber: 1ª Região do Centro, 2ª do Pedra 90, 3ª CPA, 4ª Cidade Alta, 5ª Coxipó e 6ª Planalto. Esses conselheiros terão a importante missão de assegurar o cumprimento dos direitos das crianças e dos adolescentes em suas respectivas regiões.

No entanto, o processo eleitoral não tem sido isento de desafios. De acordo com a assessoria do Conselho Tutelar, alguns candidatos ainda enfrentam processos judiciais em aberto e têm suas candidaturas contestadas. Essas questões legais podem influenciar significativamente o resultado final da eleição, já que a idoneidade e a conduta dos candidatos são fundamentais para o desempenho eficaz das funções do Conselho Tutelar.

Em um contexto estadual, aproximadamente 1700 candidatos se inscreveram para concorrer às vagas de conselheiros tutelares. Desses, apenas 755 serão eleitos, entre titulares e suplentes, para representar os interesses das crianças e dos adolescentes em seus respectivos municípios.

Além do importante papel de proteção dos direitos da infância e da adolescência, o cargo de conselheiro tutelar oferece uma remuneração inicial atrativa, no valor de R$ 6,8 mil, com a possibilidade de alcançar até R$ 8 mil. Essa compensação financeira é uma das razões que atraem candidatos a se envolverem nessa área crucial da administração pública.

É importante destacar que as eleições para conselheiros tutelares acontecem a cada quatro anos em todo o país, conforme determinado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A nova composição dos conselhos terá um mandato de quatro anos, que se estenderá de 2024 até 2027, e os eleitos tomarão posse em 10 de janeiro de 2024.

Assim, essas eleições representam uma oportunidade única para a sociedade escolher os representantes que atuarão na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes em suas comunidades nos próximos anos, com a responsabilidade de garantir um ambiente seguro e acolhedor para as gerações futuras. O resultado oficial, que será divulgado em dezembro, revelará quem são os escolhidos para essa missão tão importante.

Veja os eleitos:

Fonte: Voz MT

Matheus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *